Algumas mudanças

(A imagem em destaque foi retirada do Atelier do Sabão)

Logo no primeiro estado de emergência, em Março de 2020, a nossa vida começou a ser mais devagar (eu estava desempregada, o Hélio trabalha em casa), e começamos a ponderar alguns pontos para mudar. Seguiram-se algumas pesquisar nas lojas mais conhecidas e começamos testes a algumas marcas e lojas, até chegarmos ao Atelier do Sabão. Agora, somos clientes habituais e adoramos.

O primeiro amaciador que adquirimos no Atelier do Sabão foi em Julho de 2020 e ainda dura. Penso que dará para um ano. Tanto eu como a Maria Clara usamos.

Quanto ao Champô, rendi-me por completo ao cheiro, e depois da primeira utilização senti logo a diferença. Pela primeira vez em muito tempo, sinto o meu cabelo saudável.

O Hélio sempre sofreu bastante com o couro cabeludo irritado mas desde que começou a usar champô sólido, isso mudou. A Maria Clara tem pele atópica, e sempre usamos cremes específicos para controlar a pele. Até ela usar os produtos do Atelier do sabão. Esta foi a primeira mudança.

A segunda mudança foi o desodorizante:

Garantidamente, a mudança que mais senti. Agora sim sinto que cheiro bem, com mais ou menos suor. Testei a marca Água Mole, em barra. Adorei do produto em si, mas senti que desperdiçava bastante por se desfazer com facilidade. Agora estamos a usar da Ben&Anna, em stick. Dura um pouco mais, pois desperdiçamos menos. Estou agora a procurar marcas portuguesas deste género. Se conhecerem alguma digam-me!

A terceira mudança, foram os cotonetes de bambu: estamos a usar mas depois de acabarem vamos testar a LastSwab, que é um cotonete reutilizável até 1000 vezes.

Resumindo, devemos refletir, justificar e testar a mudança. Lembrem-se que cada pessoa é individual e adapta-se de maneira diferente à mudança. Também como já vos disse, há uma média de 21 dias para aplicar uma mudança no nosso cérebro. Lembrem-se também que só temos este planeta e todas as nossas ações contam.

Shop now

You can use this element to add a quote, content...